office26 (1)Todo mês de outubro, os brasileiros recebem uma notícia já corriqueira: o início do horário de verão do país, que afeta os Estados do Sul, Sudeste e Centro Oeste, além do Distrito Federal. Isso significa dormir e acordar uma hora mais cedo em algumas regiões, o que exige certa adaptação do ser humano, aqui seguem algumas dicas sobre como enfrentar o horário de verão em seus primeiros dias.

A maioria das pessoas, diz, demorar entre três e quatro dias para entrar no novo ritmo e, nesse período, os principais sintomas são sonolência, cansaço, irritabilidade e falta de atenção.
A melhor maneira de se adaptar é dormir mais cedo gradualmente, nos dias anteriores à mudança. começando a deitar uns 15 minutos antes e indo gradualmente nos dias antecedentes a “virada” para  a data de início do horário de verão até chegar a dormir 1h hora antes para compensar o seu corpo.
As atividades físicas também são aliadas do sono, desde que realizadas com moderação e até duas horas antes de dormir. Sobre a alimentação, a principal dica é evitar consumir café, chá preto, refrigerante, chocolate e demais produtos que contenham cafeína.
Outras práticas consideradas boas incluem comer alimentos leves, beber leite morno, evitar televisão e computador pouco antes de dormir, tomar banho refrescante e não levar problemas e preocupações para a cama.

Aqui vão mais algumas que elencamos:

  1. Evite praticar esportes competitivos e exaustivos à noite, pois a agitação deles pode dificultar você de pegar no sono;
  2. O mesmo vale para bebidas famosas por estimular o organismo, como café e chá preto;
  3. Nada de comer exageradamente no jantar. Estômago muito cheio é sinônimo de noite maldormida;
  4. Banhos quentes ou frios demais também atrapalham;
  5. Leitura e músicas calmas podem ser uma boa saída;
  6. Para quem toma insulina: se a medicação é aplicada às 8h, mude-a para as 9h no horário de verão. Seu corpo, acostumado com a dose, não tem consciência de que os ponteiros mudaram;
  7. Por outro lado, para um anti-hipertensivo, por exemplo, não faz muita diferença se for às 8h, em qualquer dos dois horários. De qualquer maneira, o recomendável é consultar o médico que prescreveu o remédio.

Imagem: Freepik

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s