Dez coisas que você não vai ver na Web 2.0 (Esperamos que não!)

1) Melhor visualizado em – Essa frase era extensamente utilizada, não só pra dizer qual o tamanho de tela mas também qual navegador ficava melhor. Hoje em dia, quem diz que o site é “melhor visualizado de tal forma” demonstra que ou ele tá preso no ano de 1999, ou ele não utiliza a internet a 8 anos.

2) Baixe o Flash Player – Felizmente, ninguém precisa fazer download de AJAX ou CSS para acessar um site. Mais felizmente, 98% da população virtual possui o Flash Player instalado em suas máquinas. Assim, ninguém mais precisa se arriscar em baixar programas apenas para poder acessar um site.

3) Tabelas – Com o advento do CSS, a web ficou muito mais clara. Embora sites sem tabelas serem padrões mundiais,têm gente que ainda não arreda o pé e continua a utilizar tabelas.

4) Clique aqui para entrar – Embora muitas pessoas ainda insistam em colocar telas de splash (introduções em Flash, especialmente), sites da Web 2.0 não possuem essa enrolação e são diretas na mensagem que querem passar. Já nas outras…

5) Abrindo, por favor aguarde – Mesmo naquela época que eu tinha um modem de 56Kbps (não antes de passar por um de 28kbps), esperar para um site abrir era infernal. E mesmo com um modem de 500kbps (dez vezes mais rápido que antes), a espera em alguns sites
ainda é gigante. Ninguém têm paciência hoje em dia. Aguardar? Vou aguardar em outro lugar, passar bem!

6) Texto piscante – Saudades de achar que eu iria ter um ataque epiléptico de ficar olhando aquelas palavras piscando hiperativamente na minha tela…

7) Frames – É…falo mais nada.

8 ) Contadores – Eu lembro quando tive meu primeiro site, e uns sete mêses depois, cheguei a marca das 100 visitas. Lógicamente, eu tinha um orgulho gigante daquele contador de visitas com 7 dígitos. Felizmente, hoje em dia as estatísticas são mais discretas e muito mais informativas.

9) “Por favor assine meu guestbook” – Agora existem pedidos sutis de “comenta aí” em blogs. O que é menos pior do que “guestbooks” de sites que não têm nada de interessante. De qualquer maneira, ficou mais fácil de descobrir quem são seus usuários mais frequentes, ainda mais com ferramentas poderosas á la Google Analytics.

10) Músicas MIDI de fundo – Eu odeio abrir um site que começa a tocar uma música. Eu navego escutando música. Música que eu gosto. Não quero saber (ou escutar) o que o developer de um site gosta! O objetivo dele é fazer com que eu goste do site dele e fique, e não me afugente com funk em formato MIDI.

Design Blog – http://design.blog.br/web-design/dez-coisas-que-voce-nao-vai-ver-na-web-20

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s